A influência da música no cotidiano das pessoas

A influência da música no cotidiano das pessoas

A música está sempre no dia-a-dia das pessoas da hora de acorda até a de dormir, sem falar que também é uma das formas de arte mais disseminada do mundo contendo diversos gêneros e estilos e ainda assim tendo uma linguagem universal. Pesquisadores de todo o mundo estudam os efeitos da música e comprovam que ela pode mudar nosso desempenho físico, inteligência, humor, e também a memória. Separamos alguns fatos bastante interessantes que nos fazem analisar se já fomos influenciados pela música ou não.

1– Sabiam que o cérebro responde à músicas da mesma maneira que responde quando você come algo? A dopamina é a substância que permite que uma pessoa possa sentir prazeres de tais coisas.

2– São Poucas atividades estimulam e utilizam praticamente todo o cérebro, e música é uma delas.

3- Em um experimento com 144 crianças, pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, concluíram que as crianças que participaram de grupos com aulas de música exibiram aumentos de QI e melhor desempenho acadêmico.

4-  Pesquisas mostram que o cérebro de músicos é desenvolvido de tal forma que os deixam mais alertas,calmos e dispostos a aprender.

5- As músicas favoritas das pessoas são definidas através de um apego emocional. Mesmo que a pessoa passe a ouvir músicas diferentes por conta de lançamentos, as preferências ainda estão ligadas à uma memória emocional.

6– Uma pesquisa realizada por Sky Chafin da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos testou os efeitos da música clássica no relaxamento das pessoas depois de eventos estressantes, e mostrou que ela faz efeito muito rápido na pressão sanguínea que cai para os níveis normais em um tempo muito rápido.

7– Ouvir músicas animadas ou tristes podem afetar as formas de como percebemos o mundo ao nosso redor. O cérebro sempre compara as informações que vem através dos olhos com nossas experiências, e a nossa percepção de realidade é a somatória desses estímulos.

8-  Estudar música regularmente poderá alterar fisicamente sua estrutura cerebral. Alterações associadas à aprendizagem ocorrem principalmente nas conexões entre os neurônios.

9– A música é muitas vezes prescrita como tratamento para pacientes com mal de Parkinson e que sofreram AVC. Ela aciona redes de neurônios e a parte do cérebro responsável pelos movimentos. Estes dois elementos-chave ajudam os pacientes a superarem obstáculos, como a falta de coordenação motora e dificuldades na fala.

10-  Pesquisadores da Universidade de Sussex, no Reino Unido, descobriram que ouvir músicas com letras socialmente positivas aumentaram a disposição de ajuda nos ouvintes em suas condutas sociais positivas.